enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Turbinas desligadas

Operação-padrão da PF afeta voos no Afonso Pena

Ação, que contou com 15 agentes, começou às 6h30 e terminou às 11h30

A operação-padrão de policiais federais no aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, afetava os voos hoje (16). A ação, que contou com 15 agentes, começou às 6h30 e terminou às 11h30 de hoje.

Às 10h de hoje, 13 voos estavam atrasados, seis deles com atrasos superiores a uma hora. Outras 12 partidas foram canceladas. O presidente do sindicato, Fernando Vicentine, afirmou que o pátio de aeronaves ficou cheio por volta das 11h, e que alguns pousos teriam que ser desviados devido à superlotação. “Por isso decidimos parar”, afirma.

Em dias normais, apenas dois agentes cuidam da fiscalização das bagagens e verificação dos documentos dos passageiros. A Infraero, no entanto, diz que não houve problemas na operação do aeroporto devido à atuação dos PFs. Às 12 horas, o movimento já estava normal, e apenas dois voos estavam atrasados.

Em Porto Alegre, a operação-padrão no aeroporto internacional Salgado Filho também começou ás 6h30 e tinha previsão de terminar apenas às 18h. De acordo com o sindicato da categoria, 14 policiais estão no aeroporto fiscalizando todos os passageiros antes do embarque.

Em dias normais o número de agentes é de apenas três no aeroporto. De acordo com a Infraero, a operação causou filas por cerca de uma hora nos portões de embarque por volta das 7h40. Às 12h, no entanto, a situação estava normalizada.

A operação também não afetava os voos no aeroporto. Segundo balanço das 12h da Infraero, dos 50 voos domésticos programados, apenas quatro sofreram atrasos e dois cancelados. Já entre os voos internacionais, nenhum sofreu atraso ou cancelamento.

Fronteiras

A operação-padrão dos PFs também afeta as fronteiras do país. Em Foz do Iguaçu (PR), na tríplice fronteira com o Paraguai e a Argentina, os policiais estão fazendo fiscalização de todos os veículos e pedestres que passam pelas aduanas.

Na Ponte da Amizade, sentido Paraguai, a fila chega a 5 km -do lado contrário, são 3 km de congestionamento. Já na fronteira com a Argentina, há filas de 2 km em ambos os sentidos da aduana.

Outras operações

Outros atos devem dificultar a operação de aeroportos do Brasil. Estão previstos ainda hoje ações nos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. No Rio, o ato começará às 16h no aeroporto do Galeão e deve terminar por volta de 21h, justamente no horário em que se concentram a maior parte dos voos para Europa e Estados Unidos.

A ação dos agentes, que aumentarão de 20 para 60 no aeroporto, deve provocar filas maiores que as já registradas nos últimos dias. Idosos, gestantes e pessoas com crianças de colo serão encaminhados diretamente para o check-in, afirma o sindicato.

Hoje pela manhã, os policiais organizam um ato na porta da superintendência da Polícia Federal, na praça Mauá, centro do Rio, e às 14h se reúnem em assembleia no sindicato para definir os rumos da greve no Rio.

Em São Paulo, a operação-padrão deve começar às 16h30 no aeroporto internacional de Guarulhos. Já em Brasília quatro agentes estarão fazendo fiscalziação a partir das 13h.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Operação-padrão da PF afeta voos no Afonso Pena"


luiz borges
luiz borges
6 anos 11 meses atrás

ganham mais de 7.000,00 por mês e o pessoal que quer trabalhar tem que perder horas com esse bando de sem vergonha! tá na hora do governo começar a expulsar esses desocupados e deixar quem quer trabalhar de verdade!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas