O mês de julho acabou de começar e com ele chegam as férias escolares de inverno. O período é mais do que esperado pelos estudantes, e muitas vezes visto como um transtorno para muitos pais que, em função dos compromissos profissionais, não conseguem dedicar toda atenção para os filhos nesta época.

A solução que muitos encontram é preencher a agenda dos filhos com atividades recreativas, colônias de férias. No entanto, a maior parte dos pais e mães fica receosa na hora de escolher a melhor alternativa, a mais segura e adequada para cada faixa etária.

Há cinco anos, a psicóloga Fernanda Roche criou o Criança em Foco. O projeto surgiu da necessidade de uma profissional que se viu com dificuldades para adequar a agenda profissional com o cuidado e atenção necessária para dispensar as duas filhas. O que no princípio era para ser um serviço de formação de babás foi crescendo, e hoje o Criança em Foco promove diversas atividades para auxiliar pais, mães, avós, babás, empregadas domésticas.

Fernanda explica que durante as férias de julho, os pais precisam pensar neste tempo como um período de lazer e prazer. Por isso, aquelas crianças que já têm a agenda lotada normalmente devem ser poupadas neste período, para descansarem. "O ideal é que os pais possam tirar um tempo junto com os filhos. Mas como isso muitas vezes não é possível, é preciso ter cuidado para escolher as opções para entreter as crianças durante as férias", afirma.

Segundo Fernanda, uma das melhores alternativas é montar um pequeno "clube de amigos". "Os pais dessas crianças entram em contato entre si e se programam para receber em suas casas, uma vez na semana, todos os amiguinhos. Se for criado um clube de cinco crianças, cada pai só terá que se preocupar em dedicar um dia da semana para receber as crianças", diz Fernanda. Segundo a psicóloga, a alternativa – além de ser das mais seguras – desenvolve o processo de socialização da criança, assim como o de toda a família.

Se os pais não ficam em casa, o jeito é orientar a babá ou quem for ficar cuidando das crianças para que abra espaço para brincadeiras na casa: montar barraquinhas com lençóis e colchas; uma pequena brinquedoteca, pintura, massinhas. "Assim, a criança não fica o tempo todo diante da TV ou computador", afirma.

Mas já para quem não tem como fazer isso, o jeito é apelar para as colônias de férias e atividades promovidas em toda a cidade durante as férias. Fernanda lembra que ao escolher estas alternativas, os pais devem tomar algumas precauções (veja quadro). No que diz respeito à alimentação, os pais devem estar atentos aos excessos dos lanches. Fernanda afirma que levar os pequenos para comer em lanchonetes é natural mas deve haver bom senso para não desequilibrar a dieta saudável dos filhos.

Entretenimento para as crianças

Como já virou tradição, o colégio Positivo promove em julho sua colônia de férias. De 11 a 15 de julho, as crianças vão desfrutar de passeios em trilhas ecológicas, oficinas de artes, aula de culinária, ginástica olímpica, visitas a parques de diversão, peças de teatro, cinema e gincanas. Segundo Zair de Oliveira Neto, supervisor de cultura e esportes das Escolas Positivo, este ano a colônia está aberta para crianças da comunidade. "Foi um pedido dos próprios pais e das crianças que muitas vezes queriam trazer um amigo ou ainda o irmão mais novo", explica.

Todas as atividades foram programadas para crianças de 5 a 10 anos, sendo que para cada faixa etária foi desenvolvido um programa adequado. Segundo Oliveira, a preocupação maior da escola é com a segurança. Com isso, todos os locais que serão visitados, atividades propostas, trilhas, tudo é checado antes pela equipe de professores e monitores para depois levar s crianças. "Tomamos estes cuidados para dar tranqüilidade aos pais e proporcionar um período de descontração para as crianças, promovendo a socialização entre elas e sem sobrecarregá-las", disse.

Outra opção para os pais é a pista de patinação no gelo montada no Parkshopping Barigüi. Com 370,5 metros quadrados e capacidade para 70 pessoas, a pista pode ser desfrutada por crianças de todas as faixas etárias. As menores, de três a cinco anos, não podem patinar, mas aproveitam da mesma forma a brincadeira, andando em um trenó especialmente preparado para elas.

De acordo com Mariane Wiederkehr, gerente de marketing do shopping, o local oferece toda segurança necessária às crianças. "Existem instrutores capacitados auxiliando todos que patinam e os pais acompanham seus filhos, ficando em volta para olhar ou indo patinar junto", explica. Mariane lembra ainda que o shopping oferece pulseiras de identificação para as crianças, disponíveis no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC). (SR)

Serviço:

Colônia de férias Escolas Positivo – de 11 a 15/7, das 13h30 às 18h. Mais informações nos telefones (41) 3335-3535 ou (41) 3360-1900.

Pista de patinação no Parkshopping Barigüi – 29 de junho a 31 de julho. De segunda à sexta, a pista funciona das 12 às 23h, sendo R$ 20,00 o valor do ingresso para 30 minutos de patinação. Aos sábados, a pista abre das 10 às 23h, e aos domingos, das 12 às 21h. No fim de semana, o valor é de R$ 15,00 para 20 minutos de patinação. Um trenó também ficará à disposição das crianças entre 3 a 5 anos para passeios no gelo. O valor para quatro voltas é de R$ 10,00. Mais informações: (41) 3317-6150.