O motorista do carro que atropelou e matou o empresário Marcelo Rigler, que andava de bicicleta na Estrada Velha de Joinville, em Tijucas do Sul , se apresentou com o advogado na Delegacia de São José dos Pinhais nesta segunda-feira (07). Joseildo Ferreira de Souza, 50 anos, não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e confessou à polícia ter deixado o local do acidente sem prestar atendimento à vítima. Ele foi ouvido e liberado.

O empresário foi atingido por um carro por volta das 14h. Ele chegou a ser socorrido e levado a um pronto-socorro de São José dos Pinhais, mas não resistiu aos ferimentos. No momento do acidente, o veículo não foi identificado.

No começo da tarde desta segunda, conforme a polícia, Joseildo, condutor de um Palio azul, confessou o envolvimento no acidente. A versão apresentada pelo motorista será analisada juntamente com a das testemunhas.

O carro que atropelou o ciclista foi localizado por policiais militares de Tijucas do Sul. Coberto com panos, o veículo estava escondido em uma chácara da região e teve o para-brisa quebrado. Ainda de acordo com a polícia, será feita uma perícia para elaborar laudo sobre o acidente. 

OAB

Em nota divulgada pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraná (OAB-PR), o presidente José Augusto Araújo de Noronha disse que a procuradoria da OAB do Paraná será acionada para acompanhar o desenrolar do inquérito policial.