enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Morre mulher que estaria com dengue hemorrágica

  • Por Redação O Estado Do Paraná

A morte de uma auxiliar de enfermagem na noite de sexta-feira com suspeita de dengue hemorrágica aumentou a preocupação de médicos de Londrina. Isabel Ramos, de 29 anos, estava internada desde o meio-dia de anteontem no Hospital da Zona Sul, em Londrina, e aguardava uma vaga no Hospital Universitário. Ela foi atendida por dois médicos e recebeu soro, mas enquanto esperava exames para verificar se tinha algum tipo de infecção, piorou. Segundo informe da direção do Hospital da Zona Sul, não houve tempo para a transferência, e a mulher morreu por volta das 19h30.

Sintomas

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina, ainda não há confirmação de que a morte teria ocorrido em função da dengue hemorrágica, a forma mais agressiva da doença. Ainda assim, os indícios são fortes: a paciente apresentava febre alta, dores abdominais e pressão arterial instável, sintomas clássicos da doença. Amostras de sangue foram encaminhadas para análise, e a confirmação deve acontecer em alguns dias, através de exame laboratorial.

Além do caso da auxiliar de enfermagem, uma mulher de 38 anos estaria internada ontem na Santa Casa de Londrina com os sintomas da doença. A Vigilância Sanitária ainda não confirmou o caso. Na sexta-feira, a primeira vítima confirmada da doença, um médico residente do Hospital Universitário de Londrina, teve alta depois de dois dias internado.

Outras duas mortes por suspeita de dengue hemorrágica estão sendo investigados pela Vigilância Sanitária em Londrina. O primeiro é o de uma menina de 9 anos que morreu no início do mês. O segundo caso é o de um homem de 32 anos que morreu na última quarta-feira. A cidade é uma das que mais sofrem com a dengue no Paraná. Já registrou mais de 1.200 casos neste ano. Cidades vizinhas como Ibiporã e Cambé já contam com 400 casos.

Arrastão

Na próxima semana começa a exposição agropecuária na cidade e para evitar que os visitantes sejam contaminados, agentes de saúde estão fazendo um arrastão no Parque Ney Braga. Já foram encontradas dezenas de focos do mosquito em árvores e caixas d?água.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas