O vizinho da creche que pegou fogo, na Rua Antenor Mallin, Pilarzinho, no fim do mês passado, morreu ontem de manhã no Hospital Evangélico. Além dele, duas funcionárias ficaram feridas com a explosão causada por vazamento de gás de cozinha. Elas assavam pão, quando a mangueira do botijão se soltou e liberou o gás.

Antônio Eduardo Marcondes, 32 anos, entrou na creche para tentar ajudar. O fogo atingiu o vizinho e as cozinheiras. Nenhuma criança ficou ferida. Os bombeiros rapidamente controlaram o incêndio.