Cerca de mil servidores do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) ameaçam entrar em greve amanhã se não houver acordo sobre o valor da gratificação que está sendo negociado junto ao governo do Estado. A categoria faz uma série de reivindicações, como concursos públicos, melhorias das condições de trabalho, reajuste na gratificação e regulamentação das taxas para examinadores, entre outros. Já houve consenso em alguns pontos. O impasse está na gratificação.

Na negociação, o Detran-PR alegou que a mudança nos valores poderia ocorrer apenas por meio de projeto de lei, para avaliação na Assembleia Legislativa. O prazo dado para isto vence hoje. “Mas está faltando acordar o valor. Não basta protocolar na Assembleia”, destaca o diretor presidente do Sindicato dos Servidores do Detran do Paraná (Sisdep), Adão Gilberto Rosa.

De acordo com ele, a gratificação para os funcionários do Detran chega a R$ 500, enquanto servidores de outros órgãos estaduais já recebem mais de R$ 950. “O governo ofereceu R$ 750, mas nós reivindicamos pelo menos R$ 900. Se houver uma contraproposta razoável, podemos suspender a paralisação”, explica. Uma nova reunião dos representantes do Sisdep com a direção do Detran-PR está marcada para as 14h.

Se houver o acordo e o projeto que vai permitir a alteração for protocolado na Assembleia, a categoria vai postergar o início da paralisação para 20 de dezembro. Os servidores dão o prazo para a aprovação até o dia 19, último dia de trabalho dos deputados estaduais em 2012.

Essenciais

No caso de uma paralisação, os servidores do Detran-PR vão atender apenas a liberação de veículos apreendidos, os processos que envolvem serviços essenciais ou emergenciais, exames práticos para primeira habilitação que estejam vencendo em 30 dias e recebimento e devolução de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

O Detran-PR, por meio de nota, informou que debateu todas as reivindicações com a categoria e que já tem um plano de contingência se a greve for confirmada, com o remanejamento de funcionários estatutários.