Os cerca de 8 mil médicos de Curitiba receberão, a partir desta terça-feira (7), uma carta assinada pelo vice-prefeito e secretário da Saúde, Luciano Ducci. O assunto da mensagem é o atendimento inicial e encaminhamento dos pacientes suspeitos de estarem contaminados pela nova gripe.

“A idéia é reforçar as condutas apropriadas e as mais recentes orientações do Ministério da Saúde, para que eles trabalhem em segurança e repassem esse sentimento aos seus pacientes”, justificou Ducci, que é pediatra de carreira da Prefeitura.

Na carta, Ducci frisa a importância da colaboração dos colegas e pede que eles encaminhem aos centros municipais de urgências médicas os pacientes suspeitos que forem atendidos em consultórios. Além disso, solicita que os médicos comuniquem o plantão do Centro de Epidemiologia quando a identificação do caso suspeito acontecer em ambiente hospitalar, a fim de que seja feita a coleta da amostra para exame laboratorial.

Curitiba conta, até o momento, 16 casos confirmados de Influenza A – sendo que apenas cinco deles adoeceram dentro do município. O último foi confirmado no domingo. Todos os pacientes – desde a fase de suspeita – têm cumprido em casa o período de sete dias de isolamento e se restabelecido sem a necessidade de uso de medicação especial.