Os médicos do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná decidiram nesta quinta-feira (31) em assembleia voltar às atividades a partir de sexta-feira. Apesar do retorno ao trabalho, a categoria afirma que o estado de greve continua e se não houver avanços na revisão da Medida Provisória 568/11 uma nova paralisação vai ocorrer.

“Decidimos encerrar a greve, mas vamos ficar em cima do governo para ver se os pontos críticos da MP serão revisados. Caso não haja nenhum tipo de movimentação por parte do governo federal em relação às mudanças, vamos voltar à paralisação”, diz Eduardo Lourenço, médico do HC integrante da comissão de negociação.

Os médicos se reúnem novamente na próxima quarta-feira (6) para aprovar a adesão à paralisação dos servidores técnico-administrativos do HC, que inicia no dia 11. Além disso, será debatido também o andamento da revisão da MP 568 por parte do governo federal.