O matadouro municipal da cidade de Barbosa Ferraz, noroeste do Estado, foi interditado ontem por determinação da desembargadora Maria Aparecida Blanco de Lima, que acatou um agravo de recurso da promotora de justiça Josilaine Aletéia de Andrade. O motivo, segundo a promotora, são irregularidades sanitárias e ambientais.

“Após a verificação desses problemas, entrei com uma ação civil pública contra o local em janeiro deste ano. Ela foi indeferida e, posteriormente, entrei com um recurso, o qual foi favorável. O matadouro, nesse período, tinha assinado um termo de ajuste de conduta com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab)”, conta.

Entretanto, a promotora informa que o termo não teria sido integralmente seguido. “As questões ambientais em que resíduos sólidos, como ossos e carcaça, estavam jogados a céu aberto e a falta de controle de entrada de pessoas estranhas no local, foram resolvidas. Foi criado um depósito para despejar os materiais e a área foi cercada. Todavia, nada foi feito para melhorar as questões sanitárias do local. Os funcionários não tinham cuidado com a higiene. A sangria dos animais acontecia em um espaço inadequado, sujeito a contaminação e chegando a ter até mesmo cães no local, ausência de esterilizadores de facas e serras, falta de um veterinário para verificar a condição de saúde dos animais, entre outros problemas que colocavam em risco a saúde da população. Os responsáveis pelo matadouro tiveram tempo para se adequar, mas não fizeram nada”, afirma.

O veterinário e responsável pela vigilância sanitária do município, Kaloo Ferrari, disse que hoje pela manhã irá até o matadouro para ver de perto a situação. “Ainda não estou totalmente a par desse problema. A avaliação foi feita antes da reforma do espaço. Caso realmente esteja em más condições, não permitirei que seja reaberto. Do contrário, vou lutar para que ele volte a funcionar imediatamente”, garante. O local vai ficar fechado até que seja realizada uma vistoria que ateste que esteja apto a funcionar.