A primeira Vara Federal do Idoso do Brasil, que atenderá causas propostas por pessoas com 60 anos ou mais, será instalada no dia 17 de março em Maringá, no norte do Paraná. ?Estamos tentando prestar um serviço de melhor qualidade?, disse o juiz substituto da 3.ª Vara Federal Cível, Alexei Alves Ribeiro. A nova vara atenderá também causas relativas ao Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Ela abrangerá todas as causas de competência da Justiça Federal de Maringá, exceto as ações propostas na Vara do Juizado Especial Federal (aquelas que atingem valores até 60 salários mínimos). A Justiça Federal em Maringá conta atualmente com cinco varas federais, três cíveis, uma especializada em matéria criminal e uma em causas do Juizado Especial. A Vara dos Idosos será resultado de uma transformação da 3.ª Vara Cível.

A estimativa é de que na Justiça Federal em Maringá, que abrange 45 municípios, haja duas mil ações propostas por idosos, a maioria sobre questões previdenciárias, que passarão automaticamente para a nova vara. ?Todos esperam celeridade da Justiça, mas os idosos têm uma expectativa maior?, disse Ribeiro.

Para melhor atendê-los, está sendo locado e reformado um prédio, apelidado de ?Fórum Social?. Todas as audiências e os atendimentos serão feitos no térreo, evitando deslocamentos desnecessários por rampas, escadas ou elevadores. Os servidores já começaram a fazer estudos e pesquisas sobre o idoso, como estatísticas, entidades de representação e legislação.

Todos também passarão por um treinamento, a fim de atender adequadamente as pessoas com mais de 60 anos. ?O treinamento inclui vivência para que o atendente se sinta, física e psicologicamente, com mais de 60 anos, e possa compreender melhor o idoso?, disse a assistente social da Justiça Federal, Ângela Vaz. Os servidores receberão ainda noções de primeiros socorros.