Mais de 7.200 casos de violência contra crianças e adolescentes foram registrados no Paraná pela Secretaria da Saúde no ano passado. Para sensibilizar a população e prevenir esse tipo de violência, foi lançada ontem, no Palácio Iguaçu, a campanha Viva a Infância, promovida pela Secretaria da Família e Desenvolvimento em parceria com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

Segundo os dados da Sesa, a violência mais comum a crianças e adolescentes é o abandono, que corresponde a 48% dos casos notificados no ano passado. A violência sexual está na segunda colocação e acontece principalmente contra meninas; em terceiro está a violência física, que ocorre com maior frequência contra meninos. A campanha Viva a Infância foi criada visando reduzir esses índices e conscientizar a população sobre a necessidade do cumprimento dos direitos dos jovens.

De acordo com a presidente do Cedca, Márcia Tavares, a campanha será divulgada nos meios de comunicação, em outdoors e folders. “O objetivo é que cada pessoa denuncie quando suspeitar de qualquer tipo de violência e cada indivíduo garanta a efetivação dos direitos da criança e do adolescente; que tenha o compromisso e trate o próximo como se fosse seu filho”, afirma.

Turismo sexual

No lançamento da campanha foi assinado um protocolo de intenções entre as secretarias de Turismo e da Família e Desenvolvimento e associações de bares e hotéis. “A intenção é conscientizar os trabalhadores do setor para o cumprimento de leis, por exemplo, o registro de crianças em hotéis, para evitar o turismo sexual”, explica Márcia.