Está liberada ao tráfego de veículos a Trincheira da Rodovia da Uva, no município de Colombo, uma obra do governo estadual realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedu) e pela Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), e que faz parte do Programa de Integração do Transporte (PIT).

Localizada no Km-4,5 da Rodovia da Uva, entre as ruas Gustavo Nass e Carlos Luiz Walt, numa extensão de 515 metros, a trincheira recebeu investimentos de R$ 3,2 milhões. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Forte Netto, a obra facilitou o trânsito no local e vai possibilitar o acesso de ônibus ao Terminal Metropolitano do Roça Grande, que entrará em operação dentro de pouco tempo.

A trincheira também complementará a integração projetada entre os municípios de Almirante Tamandaré e Colombo.

No local foram realizados serviços em pista simples, nos dois sentidos de tráfego, entre eles drenagem, terraplenagem, pavimentação, paisagismo, sinalização horizontal e vertical.

SEDU
Obras aumentaram a segurança na região

“Seguindo os projetos de preservação ambiental desenvolvidos pelo Governo do Estado, misturamos 16 mil pneus de carros de passeio ao asfalto utilizado para a pavimentação da trincheira, deixando-o mais resistente e ambientalmente correto”, informa Forte Netto.

Para Adriano Pereira, que mora perto da nova trincheira, a obra está facilitando o trânsito de veículos. “Agora está mais fácil e seguro passar para o outro lado, porque antes a gente tinha que ficar esperando no acostamento”, lembra.

Já a dona de casa Jadilma Amaral, que utiliza a Rodovia da Uva quase todos os dias, afirma que “agora não temos que ficar dividindo espaço com os carros e caminhões, cruzamos tranqüilo para o lado de lá”.

Detalhes

Na obra foram realizados 30 mil m³ de escavações, ou seja, cinco campos de futebol com um metro de altura, além de 4.800 m² de pavimentação, foram utilizados 78 mil quilos de aço para a estrutura da trincheira, plantados 2.300 m² de grama, construídos 2.300 m² de ciclovia, feitas 16 rampas de acesso para portadores de necessidades especiais, e implantados quatro muros de contenção com 12 mil quilos de aço.