enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Justiça decidirá reajuste dos funcionários de hotéis

Em assembleia, sindicado apresentou INPC mais 2% de ganho real

  • Por Paula Weidlich

Sem acordo, a Justiça do Trabalho definirá o reajuste salarial dos funcionários de hotéis e restaurantes da Grande Curitiba. Em assembleia realizada ontem, o Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Curitiba (Seha) apresentou a proposta de INPC mais 2% de ganho real.

 

Segundo Fábio Aguayo, presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), os patrões não teriam condições de atender às solicitações dos trabalhadores. “O rigor da lei seca, o efeito Santa Maria e o endividamento familiar resultaram em queda de até 40% do faturamento”. A Abrabar diz que a greve é feita com pessoas contratadas pelo sindicato laboral.

 

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meios de Hospedagem e Gastronomia (Sindehotéis), Luís Alberto dos Santos, rebate. Ele afirma que a greve tem adesão dos trabalhadores e há informações de funcionários demitidos por participarem da greve.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas