A jovem modelo Jaqueline Valeze, de 21 anos, que estava desaparecida desde a quarta-feira (15), foi encontrada morta na tarde de sábado (18), em um canavial localizado entre as cidades de Iguaraçu e Astorga, no Norte do Paraná. O ex-namorado dela, Douglas da Silva Conceição, de 24 anos, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, acusado de ter matado a garota. Segundo informações da Polícia Civil de Astorga, o rapaz confessou que assassinou a garota “por ciúmes”.

Jaqueline cursava Pedagogia e fazia trabalhos como modelo fotográfica. Foto: Reprodução/Facebook
Jaqueline cursava Pedagogia e fazia trabalhos como modelo fotográfica. Foto: Reprodução/Facebook

Jaqueline morava em Iguaraçu, cursava pedagogia e fazia trabalhos como modelo fotográfico. De acordo com a polícia, ela havia namorado Douglas Conceição por dez meses, mas teria rompido o relacionamento recentemente.

A jovem havia saído de casa na última quarta-feira e não retornou. As suspeitas sobre o ex-namorado aumentaram depois que o rapaz caiu em contradição, ao ser ouvido pelos policiais. O carro de Douglas Conceição – um Golf – estava sujo de poeira e, no porta-malas, foram encontrados fios de cabelos loiros.

De acordo com a polícia, após a descoberta das evidências, o rapaz teria confessado que estrangulou Jaqueline e ocultou o cadáver no canavial. A juíza Paula André Samuel de Oliveira Monteiro determinou a prisão preventiva do acusado, que deve responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

O crime gerou grande comoção na pequena Iguaraçu, que tem cerca de quatro mil habitantes. Nas redes sociais de Jaqueline, amigos e conhecidos postaram inúmeras mensagens, expressando luto. O corpo da jovem foi sepultado às 10 horas deste domingo (19). Jaqueline deixa um filho de três anos.