As plantas do jardim e do quintal podem facilitar a ação de criminosos. Dicas simples de paisagismo podem prevenir que assaltantes utilizem suas árvores para invadir sua casa ou se esconder nela.

De acordo com a professora Vera Ros, do Centro de Educação Profissional de Design, Artes e Profissões (CEPDAP), a vegetação não pode tampar aberturas de portas e janelas. “É importante que as pessoas não coloquem plantas próximo às portas ou próximo aos lugares onde estacionam seus carros, e que também mantenham a vegetação de uma maneira que seja possível enxergar com facilidade da janela para o portão de entrada”, afirma. Ela explica que estes pontos são estratégicos para alguém que tem a intenção de se esconder.

Em São Paulo, a professora garante que uma pesquisa foi realizada no sistema penitenciário e apontou que as casas com muros cegos são as preferidas dos assaltantes, por que quem passa na rua não consegue enxergar o que acontece dentro da casa. “Árvores e plantas muito densas dão o mesmo efeito, por isso devem ser evitadas ou podadas com frequência, além de plantadas com grande distância entre si”, alerta. No caso de árvores, o ideal é que tenham mais de dois metros de altura e que a copa seja pouco densa para evitar que projete sombra e rompa a iluminação.

Quem tem árvores fora do seu terreno, mas próximo ao muro de suas residências, também deve se preocupar. Elas podem ser ponto de acesso para um assaltante. “A pessoa pode pedir a poda da árvore para a prefeitura”, recomenda Vera. Para que haja plena segurança, as árvores do lado de fora da casa também não podem interromper a iluminação e os alarmes da residência.

Na hora de escolher a melhor planta para o jardim, a professora dá algumas dicas. “O Podocarpus é uma planta coringa por que é fácil de podar e não cresce tanto. A pessoa precisa sempre pensar no jardim adulto na hora de selecionar os tipos de vegetação que irá plantar. Algumas plantas sofrem muito com as podas”, orienta.