Policiais e bombeiros que trabalham na Operação Verão, no litoral, podem cruzar os braços em pleno Carnaval. A informação foi divulgada na noite de sábado, em manifestação na praia de Guaratuba que cobrava o pagamento das diárias aos profissionais, que estão atrasadas desde a segunda quinzena de janeiro. A antecipação obrigatória do mês de fevereiro também não foi paga, mas o governo do Estado prometeu depositar R$ 3,2 milhões para os servidores na próxima quinta-feira.

O presidente da União de Praças do Corpo de Bombeiros do Paraná (UPCB), Henri Francis de Oliveira, disse que se as diárias não forem pagas imediatamente, será discutida a paralisação dos trabalhos na Operação Verão durante o Carnaval. “Sabemos da importância do nosso trabalho e queremos fazê-lo com excelência, mas centenas de policiais e bombeiros não podem mais trabalhar com fome nem sair da casa constrangidos pelas cobranças do aluguel atrasado”.

Apoio

O protesto contou com o apoio dos veranistas. Os servidores começaram a caminhada do Posto Central dos Bombeiros em Guaratuba e marcharam até a praça da cidade. No trajeto, foram aplaudidos por quem estava nos restaurantes e lanchonetes. O protesto contou com a presença de cerca de 100 pessoas.