O Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc) protocolou nesta terça-feira (27), na Procuradoria Geral do Município, um documento com informações sobre os 170 cirurgiões-dentistas que podem fazer atendimento de urgência e emergência nas unidades de saúde da prefeitura. A categoria está em greve desde a última quinta-feira (22).

Segundo a diretora de imprensa e comunicação do Sismuc, Alessandra Cláudia de Oliveira, com o protocolo, o sindicato quer cumprir uma determinação judicial, apesar de não ser citado, que obriga que pelo menos um cirurgião-dentista atenda por unidade de saúde. A prefeitura tem 105 unidades de saúde.

Barrados

Alessandra disse que, nesta terça-feira, a direção do Sismuc e um grupo de cirurgiões-dentistas tentaram protocolar, anteriormente, o mesmo documento na prefeitura, mas não conseguiram.

De acordo com a diretora do Sismuc, eles foram impedidos por guardas municipais de entrar na sede da administração. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, não há informação de que alguém tenha sido barrado para a entrega de documento.