Um incêndio de grandes proporções atingiu, na madrugada desta quarta-feira (22), uma estrutura de transporte de grãos de uma empresa privada no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. Por volta das 7h os bombeiros ainda apagavam pequenos focos de incêndio. Apesar da grande destruição, ninguém ficou ferido.

+Leia mais! Restaurantes, lanchonetes e mercados: como fica o funcionamento em Curitiba com as regras do novo decreto?

A Polícia Militar informou que o incêndio ocorreu em uma estrutura que transporta os produtos de uma área mais alta para outra mais baixa. A estrutura é metálica e ficou bastante danificada.

Por volta das 7h os bombeiros utilizavam uma plataforma de elevação para alcançar focos de incêndio, que destruiu parte da estrutura, chamada de dala e do produto que por ventura estava ali. O combate às chamas foi feito por seis caminhões dos Bombeiros de Paranaguá.

Em nota, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), o incêndio teria começado na estrutura da AGTL (terminais privados que atuam no segmento de Granéis sólidos de exportação no Porto de Paranaguá) e se alastrado para a empresa ao lado, a Cimbessul. Ambas têm as estruturas aéreas localizadas sobre a avenida Coronel José Lobo, em Paranaguá. Por medidas de segurança, desde o aviso do incêndio as operações de embarque de grãos e farelo pelo Corredor de Exportação foram interrompidas.

Ainda segundo a Appa, as causas do incêndio estão sendo investigadas e reparos serão feitos imediatamente para que os dois terminais voltem à operação o quanto antes. As operações nos demais berços, incluindo a movimentação de contêineres, fertilizantes e carga geral, não foram afetadas e seguem normais.