A sabedoria popular diz que a fé remove montanhas, todavia, na Igreja de Nossa Senhora das Mercês (mais conhecida como Igreja dos Capuchinhos), em Curitiba, ela ganhou uma aliada: a ciência. Desde setembro de 2001 a paróquia promove todas as quintas-feiras celebrações que unem a fé e a ciência. Tais atos ? que não são missas ?, são chamados de “entreajuda”. Elas são realizadas em cinco horários diferentes, levando cerca de 3 mil fiéis a igreja por semana.

O idealizador dos encontros é o frei Alvadi Marmentini, formado em Psicologia e Parapsicologia. Ele explicou que a fé não se opõe à ciência. Por receber pessoas com vários problemas, necessitando de ajuda, resolveu instituir a celebração. “No começo tivemos um pouco de oposição da Arquidiocese, mas depois de umas três reuniões conseguimos o consentimento para a realização do entreajuda. Hoje é um sucesso”, contou o frade.

Marmentini explicou que a celebração é composta por várias partes. Inicialmente há uma técnica de relaxamento, que dura cerca de 20 minutos. Em seguida há a troca de energia entre as pessoas, com os cumprimentos mútuos. Posteriormente é lido o evangelho e entregue a eucaristia (com hóstias consagradas em missas celebradas anteriormente). “Depois disto há um momento de reflexão quando cada um coloca seus pedidos e agradecimentos para Jesus, é semelhante ao que acontece nas missas, mas é um tempo maior”, explicou.

Depois há a bênção dos objetos (água, roupa, documentos, etc). As pessoas que receberam graças podem em seguida dar seus depoimentos. “No final acontece a imposição das mãos feitas por frades paranormais”, destacou frei Alvadi.

Durante a celebração são colhidos papéis com pedidos dos fiéis. Cada fiel também leva um quilo de alimento não perecível que serve de ajuda para o trabalho social da igreja. “Como há uma partilha de energia e de bênção, também podemos partilhar o que temos”, explicou o frade.

Problemas

Os problemas apresentados pelos fiéis que participam do entreajuda são das mais diversas ordens. Conforme o frade, os mais comuns são depressão, dívidas, desarmonia familiar, crise de fé e doenças em geral. “Antes das cerimônias é possível conversar comigo ou com outros freis. É um momento que pode ser uma confissão, ou algo a mais, como um desabafo, já temos formação de psicólogos”, contou, destacando que as pessoas que desejarem podem marcar para outros dias a continuidade do tratamento psicológico. (Lawrence Manoel)

Serviço: A Igreja Nossa Senhora das Mercês fica na Avenida Manoel Ribas, 966, bairro das Mercês. As celebrações são todas as quintas-feiras às 9h, 14h30, 16h30, 19h30 e 21h.