A comunidade do bairro Portão, em Curitiba, está mobilizada para arrecadar fundos para a reforma da Igreja do Senhor Bom Jesus do Portão, que passou por um incêndio há três anos.

Toda a obra está orçada em R$ 637 mil, mas até agora o que há disponível são apenas R$ 50 mil (doados pela população desde que a igreja pegou fogo) e mais R$ 90 mil que a prefeitura de Curitiba deverá disponibilizar. O total arrecadado, por enquanto, é de R$ R$ 140 mil.

Já estão disponíveis na igreja cerca de dois mil carnês, com o qual as pessoas podem fazer doações de valores variados. Como conta o membro do Conselho de Assuntos Econômicos Paroquiais da Igreja do Portão, Irajá Miller, por enquanto cerca de 500 carnês foram distribuídos.

Uma festa junina também será realizada este ano para arrecadação de dinheiro. Ele explicou que a primeira etapa da reforma já está em andamento, que é a colocação da estrutura de metal do telhado.

“Porém, só isso vai custar R$ 80 mil”, observou. A ideia é que a obra total seja finalizada em dezembro desse ano, ficando somente a pintura da parte interna para terminar em 2012.

“Quando houve o incêndio, fizemos um telhado improvisado e o espaço interno da igreja foi diminuído, então é preciso a reforma”, disse Miller. Hoje são rezadas missas, todos os dia, no local. Porém, eventos maiores são feitos na outra igreja, chamada de “igreja nova”, bem próximo dali.

O padre da paróquia, Hilton Carlos Soares, se mostrou otimista com a arrecadação e fez um apelo. “O telhado ficará pronto em 50 dias, tudo está caminhando como pensávamos. Mas as doações continuam sendo importantes. Que todas as pessoas que utilizam ou utilizaram a igreja ajudem com doações para a reforma”, afirmou. Para doar, basta ir até a igreja e adquirir o carnê, ou fazer depósito na conta corrente 00580-59 do banco HSBC, agência 0007.

O incêndio destruiu parte da igreja na manhã do dia 8 de fevereiro de 2007. Segundo Miller, a causa provável foi um curto-circuito, porém, o laudo final da perícia foi inconclusivo, segundo ele. A igreja foi inaugurada em 1928 no lugar de um capelinha de barro do século XX, sendo elevada a Paróquia em 15 de dezembro de 1936.