O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) deve entregar hoje à Prefeitura de Londrina a licença de instalação do Lago Norte, dando continuidade, assim, à segunda etapa do complexo de lagos, iniciada em fevereiro deste ano com a construção do Parque Cabrinha, no conjunto habitacional Violin. No sábado, o secretário de Estado do Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida, determinou ao chefe regional do IAP, Ney Paulo Pereira, a suspensão do processo de licenciamento do Lago Norte até que fossem esclarecidas algumas preocupações da Promotoria Pública e da comunidade.

Orçada em R$ 2.046.478,40, a obra já passa por licitação. O próximo passo do processo licitatório é a visita técnica dos representantes das empresas participantes ao local, que ocorre no dia 2 de julho. A empresa responsável pela construção do Lago Norte deve ser conhecida dia 9 de julho, quando os envelopes com as propostas serão abertos.

Segundo o chefe regional do IAP, Ney Paulo, o projeto de construção do lago foi muito bem analisado pelo instituto, restando agora à prefeitura apenas executar a instalação. Após a assinatura da ordem de serviço, a empresa vencedora de licitação tem o prazo de 180 dias para a conclusão das obras.

Para o secretário municipal do Ambiente, Dirceu Fumagalli, a importância do Lago Norte está na valorização da baía do Ribeirão Lindóia e também da região norte como um todo. “Com a construção do Lago Norte queremos promover a descentralização do acesso da comunidade aos espaços de lazer, além de valorizar os empreendimentos da região”, disse o secretário.