enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Check-up

Hora de revisar o veículo antes de pegar a estrada

Manutenção periódica é o segredo para uma viagem segura

  • Por Eduardo Santana

Para pegar a estrada durante as festas de final de ano, nada é mais importante do que fazer um revisão completa no veículo e evitar possíveis transtornos. Afinal, ninguém quer passar horas a mais nas rodovias esperando o conserto do carro ou o guincho chegar. E para a viagem correr tranquila, a Tribuna convidou um especialista na área para dar dicas de como manter o possante em dia e fazer uma viagem tranquila.

De acordo com Wilson Bill, proprietário de oficina mecânica há 30 anos e presidente do Sindicato das Empresas de Reparação de Veículos do Paraná (Sindirepa), a manutenção periódica de qualquer carro é o segredo para uma viagem segura e econômica. “Chega nessa época do ano, todos querem deixar o carro em perfeitas condições, mas querem gastar pouco. Mas se não cuida direito e quer fazer tudo de uma vez, vai sair caro. Então, a primeira dica que eu dou é fazer manutenções periódicas. É bom pro carro e bom pro bolso”, afirma.

Em seguida, Bill explica que é importante averiguar todos os itens do motor, desde as condições dos óleos, filtros e velas. “Basta seguir as datas de validade. O óleo do motor tem que se trocar a cada 5 mil quilômetros ou 6 meses. Junto com óleo, se troca o filtro de ar. O filtro de óleo a cada 10 ou 15 mil quilômetros. Velas a cada 30 mil. Enfim, todos esses itens são importantes para o bom funcionamento do veículo. Qualquer atraso nessas trocas, acarretará em problemas para o motor”, alerta.

Bil também dá dicas sobre veículos que usam diferentes tipos de combustíveis. “Num carro flex, que pode usar etanol ou gasolina, é muito importante colocar gasolina aditivada no recipiente do motor. Ajuda muito o veículo. Já nos carros adaptados para o uso de gás natural, é importante utilizar combustível líquido pelo menos durante meia hora por semana”, explica.

Outros itens não conhecidos de boa parte dos motoristas também são apontados pelo nosso especialista. “Tem que olhar bateria, injeção eletrônica, sistema de arrefecimento, óleos de freio e câmbio. Numa oficina séria e de confiança do motorista eles vão ver todos esses itens Mas como eu disse: quem cuida do carro, gasta menos. Quem não cuida, gasta mais”, diz Bill.

Pneus e freios

Quando o assunto é segurança, Wilson Bill alerta para o estado dos pneus e freios dos veículos. “Tem que sentir se está trepidando e fazendo barulho de ferro”, recomenda o mecânico.

“Se isso estiver acontecendo, tem que trocar pastilhas. Nos freios a disco, também. Além disso, ficar de olho nas condições do pneu pra ver se está careca”, afirma Bill.

“Vale a pena dar uma no TWI, que é uma borrachinha que indica o nível da borracha”, destaca.

Ele também ressalta a imporância da calibragem correta dos pneus. “Calibragem também é superimportante. Pneu bem calibrado é mais seguro e gera até 15% de economia de combustível”, garante Bill.

Detalhes

Segundo o especialista, é fundamental não esquecer nenhum detalhe. “Os pequenos itens também tem que ser lembrados. Regulagem de faróis, piscas, extintor, limpadores…”, enumera.

“Esses pontos garantem uma direção tranquila e se não tiver tudo em dia, as multas podem ultrapassar R$ 400”, alerta Bill.

Direção segura é importante

Além da indispensável revisão no veículo, o motorista deve estar atento para todos os detalhes na estrada. Segundo o Inspetor Wilson Martines, os condutores precisam utilizar a educação no trânsito e praticar a direção defensiva nas rodovias.

“É preciso ser educado na estrada, o,bedecer as sinalizações, dar a vez quando for possível e se gentil”, afirma.

“Além disso, dirigir na defensiva, fazendo com que todas as manobras sejam bem sinalizadas, não andar colado ao veículo da frente e sempre respeitar o limite de velocidade”, explica Martines.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas