Completada uma semana dos protestos dos caminhoneiros, alguns municípios já começam a ficar desabastecidos. Em Londrina alguns postos de combustíveis já estão cobrando mais caro pela gasolina por conta da escassez do produto.  De acordo com o Jornal de Londrina, um estabelecimento de Arapongas já está vendendo o litro da gasolina a R$ 4,499.

Na cidade de Loanda os motoristas estão pagando perto de R$ 5 por litro. Em Maringá o preço é ainda mais exorbitante: R$ 7. Em Rolândia, na região metropolitana de Londrina, alguns postos já não têm mais combustível.

Isso acontece porque um grupo de caminhoneiros bloqueou os dois sentidos da BR-476, no km 150, em frente à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. A pista só foi liberada depois que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) negociou com os manifestantes.

Em Loanda motoristas fazem fila para conseguir abastecer. Foto: Colaboração.
Loanda tem posto vendendo gasolina a R$ 5. Foto: Colaboração.
Foto: Colaboração.