Única cidade do mundo a contar com um sistema de transporte urbano exclusivo para portadores de necessidades especiais – o Sistema Integrado de Transporte para Ensino Especial (Sites) – Curitiba também vai cumprir, com folga, a exigência legal de 100% de acessibilidade nos ônibus até 2014.

Noventa por cento dos ônibus da frota operante da Rede Integrada de Transporte (RIT) já estão adequados à legislação, com elevadores, espaço para cadeirantes e acompanhantes e balaustres em relevo próximo aos bancos exclusivos para pessoas com deficiência.

Estes ônibus atendem a 85% das 355 linhas da Rede o que inclui as 18 linhas de Ligeirinhos (Linhas Diretas) onde a acessibilidade já é de 100%. Ou seja, todos os 395 ônibus da frota de Ligeirinhos estão dentro das normas nacionais de acessibilidade.

Além dos ônibus, também as estações tubo estão sendo adequadas. Atualmente, 87% das estações são acessíveis, com elevadores ou rampas. As rampas são a melhor alternativa em estações onde a altura em relação à calçada é pequena.

Transporte Especial

Os curitibanos também contam com um serviço pioneiro no mundo. É o transporte prestado a alunos especiais por 56 ônibus que fazem 52 linhas e contam com terminal exclusivo. Todos os ônibus circulam com atendentes que auxiliam os alunos no embarque, desembarque e acomodação dentro do veículo, garantindo que todos viajem com segurança.

Implantado em 1984, o sistema é operado em parceria pela Urbs e Secretaria Municipal da Educação e atende atualmente 2.429 alunos de 35 instituições de ensino especial. Do total de alunos atendidos, 1.128 usam ônibus a partir do Terminal do Sites, que fica na avenida Visconde de Guarapuava, 830, entre as ruas Padre Germano Mayer e Schiller.

Outros 1.304 alunos são atendidos no próprio bairro, o mais próximo de suas casas, pelas chamadas linhas diretas. São 31 linhas que percorrem a cidade de Norte a Sul e de Leste a Oeste. O ponto mais distante fica no Tatuquara, perto do conjunto Rio Bonito, já na divisa com Araucária.

O serviço diferenciado prestado pelo Sites, conta Airton Correa, que há 25 anos coordena o sistema especial de transporte, tem atraído visitantes de várias cidades tanto do Brasil quanto do exterior. “As pessoas chegam aqui e ficam admiradas com o serviço por sua importância na qualidade de vida dos alunos e suas famílias”, conta. “Não tenho dúvida de que, sem o Sites, muitas destas famílias simplesmente não teriam como levar os alunos até as instituições”, completa.