No mês de janeiro não teve calmaria na Grande Curitiba. Passadas as festas, já no dia 3 teve taxista forjando assalto. André Luiz Simões Massaroni, 25 anos, disse ter sido abordado por um casal que o teria trancado no porta-malas e levado R$ 400 em dinheiro. Mas a farsa não vingou e o “espertão” teve que confessar a mentira pra polícia.

O ano de 2012 não começou bem para a família da menina Elanna Kerolly Neris Nogueira, de 8 anos, que morreu atropelada no dia 6, depois de soltar da mão do pai, quando atravessavam a BR-376, no Contorno Sul, na Cidade Industrial. A vítima chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu ao acidente.

Aliocha Maurício
Vila Sandra foi uma das localidades que receberam a UPS.

Queda de braço

Tentando diminuir o índice de violência no Estado, o governado Beto Richa anunciou a instalação das UPS (Unidade Paraná Seguro) no dia 05. Preocupado com a violência entre gangues no Parolin, Richa propôs o projeto e o Paraná Online ‘mapeou’ os bairros que poderiam receber esse reforço.

De acordo com o levantamento da repórter Giselle Ulbrich, os bairros do Parolin, Prado Velho, Uberaba, CIC, Alto Boqueirão, Boqueirão, Cajuru, Ganchinho e Novo Mundo estariam ‘habilitados’ a possuir bases de policiamento de prevenção.

Marcos Borges
Internautas não perdoram e fizeram campanha contra postos envolvidos

Bombando

A fraude nas bombas de gasolina em postos de combustíveis de Curitiba deu o que falar. Após denúncia do Fantástico, realizada no dia 08, o empresário Cleber Onésio Alves Salazar teve seu esquema desmantelado. Os estabelecimentos envolvidos na prática irregular usavam uma placa eletrônica acionada por controle remoto e que lesava o consumidor no volume de combustível colocado no veículo.

Além da capital paranaense, a “empresa” agia também em São Paulo e Rio de Janeiro. Na época, internautas curitibanos iniciaram uma campanha nas redes sociais, nas quais eram compartilhados os postos que participavam da malandragem.

Filho pródigo

Para a temporada 2012, o Paraná Clube resolveu tentar aliviar a crise trazendo de volta à Vila um velho ídolo tricolor: Ricardinho.  Revelado no futsal, ele retornou ao seu lar para comandar a equipe pela qual nunca esconder o amor, apesar de ter ficado por quase 15 anos longe do clube.

Sua passagem como técnico não surtiu os efeitos esperados, mas serviu para nutrir as esperanças da torcida. Colocou lado a lado a falta de experiência como “professor” ao vasto conhecimento conquistado dentro das quatro linhas. Sua permanência não sobreviveu aos resultados obtidos pela equipe.

Negociação complicada

O começo do ano também foi turbulento para o Atlético, que não chegava a um consenso com o Ministério Público (MP) sobre as verbas destinas à reforma da Arena da Baixada para a Copa do Mundo, que acontece por aqui em 2014. Esse imbróglio já dava o tom do assunto no decorrer do ano.

Pelos ares

A audácia da “gangue da dinamite” não tardou a mostrar as asas. No dia 15, os marginais explodiram um caixa eletrônico dentro do Auto Shopping Curitiba, na Linha Verde, no Tarumã. Essa foi a terceira tentativa da quadrilha, que havia falhado nas investidas anteriores – que tiveram intervalo de 12 horas. Com a força da explosão, duas funcionários se feriram e, vários veículos foram danificados pelo impacto. Segundo testemunhas, o chão do estacionamento chegou a tremor.

Aliocha Maurício
Crime chocou a população em Agudos do Sul. Vizinho disseram que casal vivia bem.

Violência

No dia 19, Jurandir dos Santos Cardozo, de 36 anos, surtou e matou a mulher Roseli Aparecida de Brito Bonfim, de 46 anos, e a enteada, Vanessa de Fátima Bonfim, de 18 anos a golpes de machado. O crime chocou a população pela sua frieza: após a barbárie que cometeu na casa onde a família morava em Agudos do Sul, Jurandir caminhou até o município de Tijucas do Sul, chegando à casa de um primo, para quem confessou o crime.

Dados de janeiro, apontavam que a região metropolitana de Curitiba é responsável por 28% dos assassinatos cometidos no Paraná. Enquanto os municípios de Pinhais e São José dos Pinhais apresentavam queda, Almirante Tamandaré e Colombo elevaram seus números de homicídios.

Assista os vídeos que foram destaque no mês de janeiro.