A Prefeitura de Curitiba promove de 30 de agosto a 2 de setembro a 1ª Feira de Ciências e Tecnologia da Rede Municipal de Ensino. O evento será no Salão de Atos do Parque Barigui e servirá para divulgar trabalhos e pesquisas desenvolvidas por estudantes de 1ª a 8ª séries, de 20 escolas municipais. Cerca de 3 mil estudantes municipais deverão participar dos quatro dias de exposição. A feira será aberta ao público e terá entrada franca.

Será a primeira vez que a rede municipal de ensino promove uma feira para divulgar ações nas áreas de ciências e tecnologia. "Está será uma oportunidade para que a comunidade acompanhe e conheça o desempenho dos estudantes municipais que recebem em suas escolas uma educação de muita qualidade com acesso aos melhores materiais e programas de ensino. O evento servirá ainda para a troca de experiência entre os colegas", diz o prefeito Beto Richa.

Os estudantes vão expor trabalhos produzidos a partir do uso de computadores, programas educativos e com os princípios de ciências. Durante o evento também acontecerá a premiação de três concursos promovidos neste ano, o do Jornal Eletrônico Escolar Extra, Extra! da Linguagem Logo e do programa LEGO, todos desenvolvidos nas escolas.

As visitas à feira poderão ser feitas no período das 8h às 17h. "Os estudantes poderão socializar conhecimentos e oferecer subsídios para os profissionais da educação", diz a secretária municipal da Educação, Eleonora Bonato Fruet.

Atrações

Outras duas atrações deverão despertar o interesse dos participantes da feira. Uma delas será o Caminhão Oficina Desafio, da Universidade de Campinas (Unicamp). Os estudantes das 7ª e 8ª séries poderão visitar o caminhão equipado com materiais e ferramentas utilizados durante o desenvolvimento de pequenos desafios da área de Ciências. São dez estações de trabalho, um carrinho de ferramentas com mais de 100 itens e uma bancada que servirá de base para a equipe participar de um desafio.

Em pequenos grupos, os estudantes ouvirão uma história e deverão usar as peças e ferramentas disponíveis no interior do caminhão para construir um artefato que resolva o problema proposto. O trabalho terá três fases: investigação, criação e reflexão.

A segunda atração é um Planetário Itinerante que fará sessões monitoradas abordando estudos de astronomia. O equipamento tem como apoio um planetário móvel de material inflável medindo seis metros de diâmetro e quatro metros de altura.