Mais 313 famílias com renda até R$ 1,6 mil foram atendidos pelo programa habitacional do Município nesta sexta-feira (06). As moradias entregues fazem parte do Residencial Novo Bairro, conjunto construído no bairro Ganchinho para atender moradores de dez ocupações irregulares cadastrados pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab).

As unidades, divididas nos conjuntos Novo Bairro I, II, III e IV, representam investimentos de R$ 14, 1 milhões, recursos do programa Minha Casa Minha Vida. O primeiro conta com 35 casas e sobrados entregues a moradores oriundos das vilas Mariana, no Xaxim e Coqueiros, no Sítio Cercado. O Novo Bairro II, com 57 unidades, atende as vilas Aurora, Coqueiros e Americana, todas nas margens do Arroio Boa Vista.

Já o Novo Bairro III, composto por 109 sobrados, será ocupado por famílias que serão retiradas das vilas Coqueiros, Americana, Aurora, Mariana,Esmeralda, Rex e Xisto, enquanto o Novo Bairro IV, formado por 112 apartamentos, foi destinado a moradores das Vilas Aurora, Americana, Coqueiros, Esmeralda, Rex, Mariana, Xisto, Bela Vista da Ordem, Torres e Formosa.

As vilas Mariana, Rex e Esmeralda ficam às margens do Ribeirão dos Padilha, no Xaxim, enquanto a vila Formosa está na bacia de rio do mesmo nome. Das ocupações irregulares beneficiadas, somente a vila Xisto não fica em beira de rio, já que se localiza nas margens da Rodovia do Xisto, no Tatuquara.

O processo de reassentamento das famílias será iniciado na segunda-feira (09), sob coordenação do serviço social da Cohab. Os beneficiados serão transferidos para as casas, sobrados e apartamentos, de forma gradativa. A Cohab oferecerá apoio de transporte e auxílio de mão de obra para a mudança.

A cerimônia de inauguração do empreendimento contou com a presença do secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi; do presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues; do superintendente regional da Caixa, Fabio Carnelós; do secretário municipal de Obras Públicas, Sérgio Antoniasse; do administrador regional do Bairro Novo, Pedro Pelanda; e do vereador Pierpaolo Petruzzielo.

“Quero agradecer a todas as comunidades envolvidas neste processo pela colaboração que viabilizou a execução deste trabalho. Não é fácil chegar em um local onde as pessoas vivem há anos e comunicar que elas serão retiradas dali. Felizmente estas famílias agora virão para um lugar melhor, onde irão recomeçar suas vidas”, disse Bertoldi.

Complexo habitacional

Os empreendimentos Novo Bairro I, II, III e IV fazem parte de um complexo de novas moradias entregues este ano no Ganchinho, no total de 2.796 novas unidades entre casas, sobrados e apartamentos. Todas as moradias foram executadas com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida e destinadas a famílias das faixas 1 (renda de até R$ 1.600) e faixa 2 (renda entre R$ 1.601 e R$ 3.275). Na faixa 1, as unidades atendem moradores de áreas de risco e também candidatos inscritos no cadastro de candidatos à casa própria, mais conhecido como “fila da Cohab”.

A área ocupada com os novos Residenciais mede 257.500 metros quadrados, o equivalente a 32 campos oficiais de futebol. Nas obras, foram utilizados 225 mil sacos de cimento, o suficiente para encher 1.125 caminhões grandes, além de 3,7 milhões de tijolos. Caso fossem dispostos em linha reta, os tijolos se estenderiam por 1.200 quilômetros – a mesma distância entre Curitiba e Goiânia.