Policiais do Batalhão Ambiental Força Verde e fiscais do IAP fecharam na noite de segunda-feira uma fábrica de palmito jussara clandestina. Dois homens foram presos em flagrante, suspeitos do corte de 493 árvores de palmito e autuados em R$ 12 mil.

O local onde eles atuavam estava dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) de Guaratuba, no litoral. Além dos feixes de palmito e vidros sem procedência, foram encontrados onze botijões de gás e panelas utilizadas para industrializar o produto no local, sem qualquer condição de higiene. Também foram apreendidas armadilhas para captura de animais silvestres e redes de pesca.