Foto: Arquivo/O Estado

Cuidado com a alimentação.

Alunos e professores dos cursos de nutrição e enfermagem da UniBrasil passaram o dia de ontem no PolloShop do Alto da XV, atendendo à população com orientações sobre hábitos alimentares e cuidados com a obesidade, além de realizar exames de densidade corporal, glicemia e pressão arterial para verificar a ocorrência de doenças relacionadas à obesidade, como hipertensão e diabetes, além do exame de densidade óssea, para averiguar prováveis casos de osteoporose.

Quem passou pelo shopping entre às 10h e às 16h pôde realizar todos esses exames gratuitamente, além de assistirem a várias palestras sobre hábitos alimentares e manutenção de uma rotina saudável. Foi o que fez a aposentada Maria de Fátima Garcia, que foi ao shopping apenas para participar da campanha. "Sempre procuro participar desse tipo de ação, tanto para ver se minha saúde está em dia, como para incentivar esse pessoal. É muito importante para os alunos, que estão aprendendo na prática, mas mais ainda para a população, que carece de um melhor atendimento em saúde", disse.

Para a vice-diretora da UniBrasil, professora Wanda Camargo, dar esse atendimento à população faz parte do compromisso de responsabilidade social da universidade, mas também é uma excelente oportunidade para os alunos. "Colocamos o aluno em contato com os anseios da comunidade. Eles não podem esperar sair da faculdade para encontrar a realidade", comentou.

Prática de exercícios físicos são fundamentais para a saúde.

E o trabalho desses alunos, treinados em relação às técnicas empregadas e ao atendimento ao público, não ficou restrito ao trabalho de ontem. Todas as informações coletadas ontem, serão levadas para sala de aula, onde se pretende elaborar um artigo sobre o perfil da alimentação do curitibano.

"Todas as pessoas atendidas preencheram questionários sobre os hábitos alimentares de um grupo de pessoas com perfil diferenciado, que freqüentam um shopping. Com esse questionário, poderemos ver quais os mitos, vícios, os laços sociais e os principais problemas alimentares da população", explicou a coordenadora do curso de nutrição da UniBrasil, professora Andréa Grano Marques.