O estudante Victor Hernaski, 20 anos, motorista do Gol branco que se envolveu em um acidente com um Citroën C3, no cruzamento das ruas Anne Frank e José Hauer, no Boqueirão, na noite de quarta-feira da semana passada, alegou não ter visto o outro veículo, ocupado por duas idosas.

“Conheço aquela região, pois minha namorada vai direto ali na casa da avó dela. A mulher, acredito eu, vinha em alta velocidade também. A via onde ocorreu o acidente (Anne Frank) é de 30 km/h, pelo fato de haver um declive e uma escola”, justificou o estudante.

Feridos

Ambas as idosas foram levadas ao hospital, uma delas com a perna fraturada. Victor sofreu uma luxação na perna e escoriação na testa. A Rua José Hauer, por onde ele trafegava, costumava ser a via preferencial, mas, há algum tempo, quem trafega pela Anne Frank tem passagem prioritária.