enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Táxis em falta

Espera por um táxi está mais longa em Curitiba

Movimento nesta época do ano cresce cerca de 30% na cidade

  • Por Pedro Menck

A reclamação da falta de táxis em Curitiba não é recente. O processo de licitação para as novas placas está em andamento e enquanto as novas licenças não são emitidas, os usuários devem ter ainda mais dificuldades no mês de dezembro. A procura pelo serviço aumenta com a proximidade do fim do ano. Taxistas concordam e também se queixam do baixo número de veículos.

Fabiano Bichels é taxista há 15 anos e diz que ainda não sentiu o aumento no movimento de passageiros, mas concorda que o problema existe. “Não é de hoje que faltam táxis. A cidade cresceu e a frota está defasada”. Ele acredita que as novas licenças vão melhorar a qualidade do serviço. “As novas placas vão ajudar muito. Em horários de maior movimento, as filas são imensas. Eu já presenciei até brigas entre usuários por causa de um táxi”.

De acordo com o diretor administrativo do Sindicato dos Taxistas do Estado do Paraná (Sinditáxi), Heins Schabe, a estimativa é que a procura cresça 30% em dezembro. Mesmo percentual informado pelo presidente do Sindicato Intermunicipal dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários no Estado do Paraná (Sicavrep), Pedro Chalus. “Em contrapartida, a partir de 6 de janeiro o movimento pode cair até 50% por causa das férias e viagens”, complementa Chalus. Além do aumento da procura, no mês de dezembro os taxistas de Curitiba podem operar utilizando a bandeira 2, conforme lei municipal n.º 8794 de 26/12/1995. Com a mudança, o quilômetro rodado passa de R$ 2,00 para R$ 2,30.

Licitação

O processo de licitação para as 750 novas placas de táxis em Curitiba está em andamento. A relação dos documentos solicitados consta no edital e deve ser entregue na Urbs. O recebimento começou no dia 25 de novembro e os interessados têm até o dia 13 de dezembro para entregar os envelopes. De acordo com a assessoria da Urbanização de Curitiba, até às 17h de ontem, 838 pessoas compareceram ao prédio e efetuaram a entrega. A estimativa é que o número de inscritos chegue a 3 mil.

Ao fim do prazo de entrega, o próximo passo é a abertura dos envelopes. Isso será realizado em sessões públicas a partir de 16 de dezembro. Depois, uma comissão analisa e classifica as propostas. Não existe um prazo para que as novas licenças sejam emitidas, mas a expectativa da Urbs é que no primeiro semestre de 2014 os carros estejam nas ruas.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Espera por um táxi está mais longa em Curitiba"


ATLETICO PARANAENSE SEMPRE O MAIOR!....
ATLETICO PARANAENSE SEMPRE O MAIOR!....
5 anos 2 meses atrás

TOMARA QUE DISTRIBUAM MELHOR OS TAXIS PELA CIDADE, TEM PONTO ONDE ENCONTRAMOS ÍNUMEROS CARROS PARADOS E EM OUTROS LOCAIS FICAMOS UMA HORA AGUARDANDO UM TAXI… TEM QUE AUMENTAR O NÚMERO DE CARROS E TAMBÉM MELHORAR A DISTRIBUIÇÃO PELA CAPITAL.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas