A Secretaria de Estado da Educação (Seed) e o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe) se reuniram na tarde desta terça-feira (14) para discutir um plano de retorno das aulas presenciais da rede particular de ensino no estado. De acordo com o governo do estado, a expectativa é que o plano de volta às aulas seja fechado até o fim de junho. No entanto, a reabertura e o retorno dos alunos nas escolas vai depender do aval da Secretaria de Saúde e ainda não tem uma data definida.

LEIA TAMBÉM Governador Ratinho Jr. suspende quarentena restritiva; Curitiba volta pra bandeira laranja

A reunião foi realizada on-line e contou com a presença da Secretaria da Educação e da presidente do Sinepe, Esther Cristina Pereira. A diretora de relações institucionais da entidade, Carmem Murara, também participou da conversa e salientou a preocupação de garantir um plano que possa ser adotado por todas as escolas. As representantes deram sugestões de protocolos internacionais e comentaram exemplos que deram certo em outros países.

Para o diretor-geral da Seed, as conversas foram muito produtivas. “No caso das escolas particulares, tivemos muitas contribuições de como podemos fazer a medição da temperatura, o distanciamento nas salas e também uma preocupação com as áreas da escola que normalmente reúnem muitas crianças”, avaliou.

O diretor também destacou a preocupação de proteger todos, não só as crianças, mas também familiares e profissionais da educação. Todas as contribuições, segundo ele, tem sido importantes para formatar um plano único que atenda tanto a realidade da rede pública de ensino, quanto das escolas particulares.

Além do Sindicato das Escolas Particulares, a Secretaria da Educação já se reuniu com o Conselho Estadual de Educação, Assembleia Legislativa, Ministério Público e União Paranaense dos Estudantes Secundaristas. A União dos Conselhos Municipais de Educação, União dos Dirigentes Municipais da Educação também devem se reunir com a Seed até o dia 17 de julho.

Plano de retomada e data de retorno

Segundo a Seed, o plano de retomada será elaborado na semana que vem, logo depois das reuniões setoriais. Até o fim do mês, o plano deverá ser apresentado aos epidemiologistas da Secretaria da Saúde. A data de retorno das aulas presenciais vai ser definida com base nas análises do desenvolvimento da pandemia no estado, feitas pela Secretaria da Saúde. A definição da data vai depender se há condições seguras para o retorno.