O Hospital Erasto Gaertner, especialista no tratamento de câncer em Curitiba, está precisando urgentemente de doações de sangue. Muitos pacientes, principalmente crianças, que sofrem com leucemia mielóide aguda (LMA) precisam de plaquetas todos os dias, e freqüentemente há falta deste componente do sangue no hospital.

Esse é o caso de Gustavo Bachamann, de 13 anos, que descobriu a doença há cerca de um mês. A mãe dele, a comerciante de Rio do Sul (Santa Catarina) Marlise Bachamann, conta que tudo começou com algumas manchas na pele. “Até então ele não sentia nada, era muito ativo, estava bem. De repente, ele percebeu que tinha umas manchas nas pernas, fez exames e descobriu que estava com a quantidade de plaquetas muito alta. A qualquer momento poderia ter uma hemorragia e até falecer”, contou Marlise.

Foi então que os médicos o encaminharam para Florianópolis para fazer, com urgência, uma sessão de quimioterapia. Hoje ele se trata no Erasto Gaertner. “Foi um desespero”, disse a mãe. A LMA se caracteriza pela rápida proliferação de células “ruins”. Essas células se acumulam na medula óssea e interferem na produção normal das células “boas”.

Nos últimos dias, Gustavo melhorou, mas na próxima semana vai começar uma nova maratona de quimioterapias. Quem quiser ajudar não só o Gustavo, mas outras centenas de crianças que têm o mesmo problema e se tratam no Hospital Erasto Gaertner, pode procurar o banco de sangue do local. O endereço do hospital é Rua Doutor Ovande Amaral, 201, no bairro Jardim das Américas. O telefone do hospital é (41) 3361-5000 ou (41) 3361-5038.