Uma turma de estudantes do Centro Estadual de Educação Profissionalizante de Curitiba, localizado no Boqueirão, fez ontem de manhã um protesto em frente à instituição. Eles são contra a possível impugnação de uma chapa que concorre à diretoria do centro, cujas eleições estão marcadas para o dia 21.

No total, três chapas estão concorrendo. Porém, uma delas desrespeitou uma das normas da eleição e divulgou informações e propostas através do site de relacionamento Orkut. Por isso, corre o risco de ser impugnada através de decisão do Núcleo Regional de Educação (NRE), ligado à Secretaria de Estado da Educação do Paraná (Seed).

“Há uma lei que proíbe a divulgação das chapas através do Orkut. Entretanto, isso não foi passado para o colégio”, diz a estudante do curso de Química Industrial, Francieli Santana.

Os participantes da manifestação também acusavam o atual diretor da instituição, Edson Martins, que concorre à reeleição, de estar por trás da possível impugnação. Mas o diretor diz que apenas levou a denúncia da irregularidade cometida pela chapa concorrente ao Núcleo de Educação.

A Seed confirma que o caso está sendo apurado pelo NRE. Posteriormente, a situação pode vir a ser analisada pela própria secretaria. Segundo a Seed, o representante do NRE já se reuniu com os manifestantes e ressaltou que todas as chapas tinham conhecimento sobre as normas que regulamentam o processo eleitoral.