Curitibanos fizeram exercícios
nas ruas, parques e empresas.

Ontem, mais do que em outros dias, muitas pessoas foram vistas em parques e praças públicas de Curitiba fazendo exercícios físicos. Em algumas empresas, os funcionários também deixaram o trabalho um pouco de lado para realizar sessões de alongamento. Todos participavam do Dia do Desafio, que nas Américas é promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc).

No total, 1.052 cidades de 24 países participaram da atividade, realizada desde 1984. Nela, cidades de mesmo porte disputam umas com as outras para ver quem consegue motivar a maior percentagem de sua população a realizar quinze minutos de exercícios físicos. A capital paranaense, com 1.587.315 habitantes, disputou com a cidade venezuelana Maracaibo, que é capital do Estado de Zulia e tem 1.680.678 habitantes.

A população curitibana parecia disposta a vencer. Nas unidades do Sesc, foram realizadas atividades abertas à comunidade durante todo o dia. De manhã, foram ministradas aulas de alongamento a crianças. Na Praça do Japão, diversas pessoas se reuniram para fazer caminhadas e alongamento. Nos parques Barigüi e São Lourenço, estudantes de Educação Física da UFPR incentivaram os transeuntes a se movimentarem. No Grupo Paulo Pimentel, assim como em outras empresas privadas da capital, foram realizadas sessões de quinze minutos de exercícios físicos nos turnos da manhã e da tarde.

“O objetivo do Dia do Desafio é estimular a prática do exercício físico. A idéia é de que pessoas que nunca se exercitam participem do evento e acabem pegando gosto pelas atividades físicas”, comentou a técnica de atividades do Sesc-PR, Franciane de Cássia Svonka.

Cada pessoa ou empresa que participou do Dia do Desafio ligou para o Sesc comunicando o número de participantes, o horário e a atividade realizada. As ligações serão computadas e comparadas com as efetuadas em Maracaibo. A cidade vencedora deve ser conhecida nos próximos dias e irá receber um troféu de Mérito Comunitário.