Castro – Entre 3 e 7 de setembro Castro será mais uma vez palco de atividades culturais, esportivas e de recreação. O Dia de Castro, organizado pelo Lions Club, terá sua sexta edição apresentando os talentos do município e abrindo espaço para a juventude. A principal novidade, de acordo com Rosa Maria Ribeiro, presidente do Lions, será a homenagem aos “Jovens Castrenses de Destaque” na abertura da programação.

Conforme a organizadora, a idéia é ressaltar os valores positivos da juventude castrense num contraponto ao que vem sendo mostrado pela mídia paranaense. Cada colégio da cidade está elegendo um representante que se destaque por ações de cunho social. Os alunos terão a oportunidade de apresentar seus trabalhos, desfilarão na Marcha Aux Flambeaux (Marcha Flambô) e ainda serão homenageados durante a cerimônia de abertura na Casa da Praça.

A extensa programação também reserva espaço para crianças, adultos e idosos com Dia no Quartel, caminhadas, passeios em pontos turísticos, corrida rústica, mostras culturais de artistas plásticos, apresentações artísticas, jantar dançante, feira de sabores, feira do colono, concurso de vitrines com o tema 300 anos de Castro e o tradicional desfile do fogo: a Marcha Aux Flambeaux. Organizada pelo Colégio Emitia Erichsen, a marcha percorre as ruas da cidade a noite com tochas acesas.

Haverá uma solenidade de entrega de comendas aos castrenses ligados ao tropeirismo no Teatro Bento Mossurunga por representantes da Paraná Turismo. Os castrenses que brilham receberão suas placas e homenagens na Câmara Municipal e a Festa do Barro promete agitar o domingo, 5, no parque Lacustre, com a participação dos jipeiros Castro.

De acordo com a presidente do Lions, o Dia de Castro surgiu de um projeto chamado “Orgulhe-se de Castro”, que tinha a previsão de durar cinco anos. A idéia deu tão certo que o evento já entra para o sexto ano tendo sempre um público crescente. Grande parte das pessoas que prestigiam a festa que acontece em todos os cantos da cidade é de castrenses que vivem fora. “Nós chamamos de festa do reencontro. Mais de mil convites são enviados para outras cidades”, contou Rosa Ribeiro. Para ela, a principal finalidade do evento é despertar o espírito de cidadania e de amor por Castro no povo castrense.