O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR) realiza nesta quarta-feira (13), às 10 horas, em Foz do Iguaçu, o leilão de 858 veículos de 38 municípios. São 411 automóveis e 447 motocicletas apreendidas em blitze, que não foram recuperados pelos proprietários em função, principalmente, dos valores em impostos atrasados e multas de trânsito.

Participam do leilão veículos dos pátios de Curitiba, Ponta Grossa, Paranaguá, União da Vitória, Pato Branco, Guarapuava, Cascavel, Campo Mourão, Londrina, Maringá, Apucarana, Foz do Iguaçu, Nova Esperança, Umuarama, Porecatu, Assis Chateaubriand, Loanda, Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Santa Izabel do Oeste, Nova Londrina, Toeldo, Jandaia do Sul, Clevelândia, Palmas, Castro, Ibiporã, Laranjeiras do Sul, Astorga, Cambé, Mandaguari, Chopinzinho, Medianeira, Marechal Cândido Rondon, Engenheiro Beltrão, Barbosa Ferraz, Carambeí e Mangueirinha.

A arrecadação mínima estimada pelo Detran para este leilão é de R$ 213 mil. Os valores obtidos com a venda dos veículos são usados para cobrir as despesas em impostos atrasados, multas não pagas e taxas de remoção e permanência nos pátios.

O presidente da Comissão de Leilão do Detran, Samuel Torquato, explica que, normalmente, o valor obtido com a venda do veículo não é o suficiente para pagar esses débitos. Quando isso acontece, o proprietário do veículo é inscrito em dívida ativa e a cobrança dos valores é feita judicialmente.