O Detran realizou neste sábado (8) um mutirão de atendimento na sede do Tarumã, em Curitiba. O motivo da operação foi o aumento na procura pela primeira habilitação. O atendimento excepcional ocorreu das 8 às 17 horas, quando foi realizada a captura de imagem e digitais de 600 usuários pré-agendados pelos CFCs (Centros de Formação de Condutores).

Também foram feitos exames de avaliação psicológica. O Detran disponibilizou anteriormente uma agenda de 320 vagas para este teste, também exclusivo aos usuários encaminhados pelas auto-escolas. Para a operação, o departamento mobilizou 15 funcionários que trabalharam durante todo o dia.

A grande procura é conseqüência do maior número de pessoas que pretende tirar a habilitação no final de ano. Outro motivo é por decorrência da resolução 285, que entra em vigor a partir de 1° de janeiro de 2009. A norma irá aumentar a quantidade de aulas práticas e teóricas.

No mês de setembro, só no município de Curitiba, o Detran/PR registrou 10.342 atendimentos de primeira habilitação, um acréscimo de 68% em relação a agosto. Em outubro, o índice é superior a 11.267 processos, 11% a mais que no mês anterior.

De acordo com a Coordenadora das Unidades Operacionais do Detran, Sônia Cabral, o mutirão visou suprir a elevada demanda dos últimos meses. Um dos fatores que também motivou a abertura no sábado foi a implantação do sistema biométrico instalado na primeira Ciretran em Curitiba.

O sistema, que agora é interligado ao Instituto de Identificação, prevê a coleta das dez digitais roladas, diferente do modo anterior que capturava apenas quatro digitais pousadas. Para a coleta da fotografia, também houve algumas modificações, pois o padrão adotado é o mesmo que o do documento de identidade.

A coordenadora observou que foram atendidos somente usuários que foram agendados pelos CFCs e o serviço foi dirigido exclusivamente para aqueles que estão dando início ao processo de primeira habilitação, bem como os que estavam marcados para realizar o exame psicológico na data.