A proximidade da estação mais quente do ano, o verão, vem acompanhada de uma preocupação dos dermatologistas: a falta de cuidado da população com o sol.

Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em parceria com o Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) realizam hoje a 12.ª Campanha de Prevenção de Câncer de Pele.

O evento, que ocorre das 9h às 15h, será no próprio HC, no Hospital Evangélico e na Santa Casa, e também em cidades como Londrina e Maringá. A consulta é gratuita.

De acordo com a dermatologista e delegada da SBD, Fabiane Mulinari Brenner, a expectativa é de que haja mais atendimentos neste ano em comparação com 2009.

“Nós tivemos uma adesão incrível no ano passado, onde foram realizados 360 atendimentos só no HC. Esperamos ultrapassar esta meta”, afirma. Brenner explica que os pacientes diagnosticados com a doença são encaminhados imediatamente para realização do tratamento. “Não iria adiantar detectar o câncer e mandar a pessoa para casa. Assim fica mais fácil combater a doença”, garante.

Conforme a dermatologista, o câncer de pele é o tipo mais comum de neoplasia. Ele se divide em três tipos. “A forma mais comum é o carcinoma basocelular, responsável por 75% desse tipo de câncer. É a forma menos perigosa, mas se demorar no diagnóstico, pode causar deformações provenientes da cirurgia. Depois vem a carcinoma espinocelular, que engloba 20% dos casos e é mais agressiva, pois pode invadir outros órgãos. O mais perigoso que existe é o melanoma. Ele se apresenta na forma de pintas pretas que crescem, sangram ou doem. Se não tomar cuidado, pode matar”, informa.

Brenner garante que o câncer de pele é fácil de evitar. Basta seguir algumas recomendações. “Evitar o horário de pico do sol (das 10h às 16h), utilizar sempre um protetor solar a cada duas horas, mesmo os que possuem pele mais escura. Utilizar óculos de sol e se proteger em uma sombra. Agindo assim, você consegue evitar complicações para a pele”, encerra.