Ficou para a semana que vem a decisão dos professores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) de definir o fim da greve. Nas assembleias realizadas ontem, os professores das duas instituições optaram por aguardar as decisões em Brasília.

Segundo a Associação dos Professores da Universidade Federal do Paraná (Apufpr), nova assembleia será realizada até quinta-feira, depois do encontro marcado entre a Comissão de Educação do Senado e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Também alinhada à agenda em Brasília, a UTFPR já definiu para quinta-feira, às 14h, assembleia cujo tema será a manutenção ou não da greve. O governo federal considera encerrada a negociação com a categoria desde o dia 13, quando assinou acordo com o Sindicato de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), que aceitou a proposta de reajuste, com percentuais que variam de 25% a 40%. Mas o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) rejeitou o acordo.