O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, assinou termo de contrapartida de R$ 1,7 milhão, junto ao Ministério das Cidades, que garante para Curitiba investimentos de R$ 22 milhões para a ampliação da malha cicloviária. A contrapartida de Curitiba (com valor exato de R$ 1.762.878,26) está prevista no Orçamento 2013, enviado à Câmara Municipal.

“É uma das poucas vezes que surge um recurso exclusivamente destinado à ciclomobilidade. Garantimos esses investimentos que são importantes para aumentar a rede de pistas exclusivas para o trânsito seguro de bicicletas, como prevemos no Plano Diretor Cicloviário”, disse o prefeito Luciano Ducci.

Os recursos federais, de emendas parlamentares já previstas no Orçamento da União, integram o Programa Mobilidade Urbana e Transporte, do governo federal, de investimento exclusivo em infraestrutura de transporte não motorizado.

 

Em Curitiba, o investimento será feito não apenas na implantação de novas ciclovias, como também na renovação de ramais existentes e na recuperação de calçadas do centro da cidade, conforme previsto no objeto do contrato que tem por base a “elaboração de projetos, recuperação e implantação de ciclovias e recuperação de passeios.”

 

Serão 13 quilômetros de novas rotas cicloviárias na região sul. A maior delas será uma nova ciclovia na avenida Juscelino Kubitscheck para atender principalmente a trabalhadores que circulam pela CIC. A Juscelino terá 9.548 metros de ciclovias no trecho entre o trevo da BR 277 e a rua João Bettega.

Com três quilômetros, outro novo ramal será na avenida presidente Wenceslau Braz, entre a Linha Verde e a rua Pedro Nogas. A nova ciclovia terá conexão com a já existente na Linha Verde e também com a ciclofaixa da avenida Marechal Floriano Peixoto.

Parte dos recursos será aplicada na renovação de 37 quilômetros de ramais antigos e outros que necessitam de melhorias. Estão na lista do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) obras nos seguintes ramais: Aluizio Finzeto, central, Linha Verde Sul e o ramal norte nas ruas Euclides Bandeira, Cecília Meireles e Flávio Dallegrave. Os projetos para as obras de recuperação estão em fase final de elaboração.