O dia de aula terminou de maneira trágica para um aluno do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Ana Proveller, Uberaba. Segunda-feira, a criança, de 2 anos, se acidentou no armário de aço da sala de aula e corria o risco de perder parte do dedo indicador da mão direita. O menino passou por cirurgia no Hospital Pequeno Príncipe, mas os médicos aguardam sua recuperação, para saber se o procedimento deu resultado.

A mãe do aluno disse que ninguém soube explicar a ela como o menino se machucou. “A diretora disse que as crianças estavam brincando e a professora estava de costas para o armário. Eram duas professoras cuidando de 23 crianças”, lamenta Jeandersa Flávia Gomes, 22. De acordo com a Secretaria Municipal da Educação, o acidente aconteceu quando o garoto abriu a porta do armário e outro aluno a empurrou, prendendo o dedo da criança.

Agonia

Assim que chegou à escola Jeandersa precisou esperar meia hora até a chegada da ambulância para ver seu filho. A diretora achou que o menino poderia ficar ainda mais alterado ao encontrar a mãe. Enquanto isso ela ficou ouvindo o choro do garoto sem poder fazer nada. “Só quando cheguei ao hospital vi que o dedo dele estava preso só pela pele”, conta ela. Jeandersa afirma que o filho não voltará ao CMEI. Ela não decidiu se irá tomar outras providências contra a instituição.