A Companhia Paranaense de Energia (Copel) e a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) estabeleceram parceria para dar início, ainda neste ano, à construção de nove laboratórios que servirão como incubadoras de conteúdos digitais e serviços de valor adicionado para as redes de banda larga.

O Projeto BEL-i9 já conta com R$ 15 milhões, obtidos pela Copel junto à Finep – Financiadora de Estudos e Projetos, ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia. Uma parcela de recursos adicionais, de valor não divulgado, também está sendo negociada com a Fundação Araucária.

Os laboratórios serão erguidos em área da Fiep, no Jardim Botânico, em Curitiba, denominada Campus da Indústria. Além de conteúdos para banda larga, o BEL-i9 também servirá ao desenvolvimento de projetos de saúde e qualidade de vida, bem como de tecnologia no esporte.

Adicionalmente, atuará na área da “Internet das Coisas”, considerada a próxima evolução da rede mundial de computadores, quando esta passará a interligar não somente computadores e aparelhos celulares, mas também todos os tipos de equipamentos e objetos.

“Esperamos lançar ainda este ano editais para a inscrição de projetos inovadores que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico, científico e tecnológico do Paraná”, explica a diretora de Gestão Corporativa da Copel, Yára Christina Eisenbach.

“Nosso objetivo é dotar jovens empreendedores de condições para transformar ideias inovadoras em produtos que possam ser rapidamente absorvidos pela indústria, pelo comércio e pela própria Copel”.