Uma decisão judicial que desobriga a Companhia Paranaense de Energia (Copel) a recolher PIS e Cofins sobre o ICMS que incide na tarifa de energia elétrica permitirá que as contas de luz fiquem de 3,5% e 4,1% mais baratas, dependendo da classe de consumo.

+Viu essa? Reclamação de comerciante com fiscalização em Curitiba viraliza e Greca rebate

A diminuição média será de 3,8% e vale já a partir de julho, com benefício já na fatura de agosto. A questão estava em discussão na Justiça desde 2009. A companhia argumentou que o ICMS não é receita da empresa, mas sim do Estado, e como o PIS e a Cofins são calculados sobre a receita da companhia, o ICMS não poderia estar nesta base de cálculo.

A nova redução na tarifa é a segunda este ano. Na anterior, já haviam sido beneficiados os clientes residenciais, setores de comércio e serviços, além da iluminação pública.

+Leia também! Restaurantes e lanchonetes de shoppings vão poder atender por delivery durante a quarentena


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?