Ações que promovam a valorização das mulheres e eqüidade de gênero serão a tônica de mesa redonda durante o Congresso Nós Podemos Paraná, que acontece de 06 a 09 de agosto, em Curitiba. A coordenadora do programa Incentivo à Eqüidade de Gênero Itaipu Binacional, Maria Helena Guarezi, mediará a discussão, que terá como palestrantes Eunice Lea de Moraes, da Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, do Governo Federal, e Lucia Maria Xavier de Castro, da ONG Criola, que atua na defesa de melhores condições das mulheres negras no Rio de Janeiro.

Realizado pelo Movimento Nós Podemos Paraná, que é articulado pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), o Congresso tem como tema geral “Educação para a Sustentabilidade”. O encontro acontece junto com a 7ª Mostra de Ação Voluntária – Cidadania e Responsabilidade Social. As inscrições para o Congresso e Mostra podem ser feitas no site www.mostradeacaovoluntaria.org.br.

Segundo dados do II Plano Nacional de Políticas para Mulheres, as brasileiras recebem, em média, de 63% a 66% do que recebem os homens. “É possível reverter esta situação com políticas que garantam a visibilidade do trabalho feminino, ingresso no mercado formal, ampliação do número de mulheres nos espaços de decisão e, em especial, nas direções das organizações, sejam públicas ou privadas”, afirma Maria Helena.

Uma das formas de diminuir as disparidades é através da utilização de ações educativas. “As questões de gênero já estão sendo trabalhadas nas escolas de forma a reforçar alguns conceitos. Cabe às autoridades e entidades reconhecer esta questão e propor ações para que se revelem as relações de desigualdades e proponham métodos para que educadores e educandos descubram quais processos sejam desenvolvidos no caminho da eqüidade de gênero”, diz.