A cobertura do novo terminal metropolitano de passageiros de São José dos Pinhais começa a ser erguida. Os 22 pilares para a sustentação da cobertura (estrutura metálica) estão sendo instalados e a parte de alvenaria das lojas comerciais e sanitários estão em construção. Já foram realizados trabalhos de terraplenagem, drenagem, fundação para o pavimento asfáltico e pistas de concreto.

A construção é de responsabilidade da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano. O terminal de São José dos Pinhais é uma das mais importantes obras do Programa de Integração do Transporte da Região Metropolitana de Curitiba (PIT), que terá investimentos de R$ 124,5 milhões.

Localizado na Avenida das Américas, esquina com a Rua Claudino dos Santos, o terminal está projetado para abrigar 29 plataformas, que receberão 31 linhas de ônibus para atender a mais de 72 mil passageiros por dia útil. O total em investimentos chega a R$ 4 milhões, numa área implantada de 14 mil metros quadrados, com vias, área coberta, serviços comerciais, municipais, sanitários, bicicletário e guarita. A obra é realizada em parceria do Governo do Estado com a prefeitura, que cedeu o terreno do terminal. A construção deve ficar pronta no fim deste ano.

“Esta obra, como as demais do programa de integração do transporte, estão sendo feitas para atender a demanda de passageiros para os próximos 15 ou 20 anos, acabando de vez com a superlotação e desconforto que os usuários tinham que enfrentar diariamente, além de proporcionar segurança no embarque e desembarque dos coletivos”, garante o secretário de Desenvolvimento Urbano, Forte Netto.

Já o coordenador da Comec, Alcidino Bittencourt Pereira, afirma que “uma cidade como São José dos Pinhais, com todo o seu desenvolvimento e número de habitantes merece e deve receber esta obra que vem a somar com outras que estão sendo realizadas pelo PIT, onde se destaca a revitalização da Avenida das Américas e a trincheira da Avenida das Torres”.

PIT

O PIT abrange a construção de terminais de passageiros e a pavimentação de vias urbanas e estabelece a interligação dos municípios que estão ao redor da capital, desafogando o atual sistema radial de transporte, em que grande parte das linhas de ônibus da RMC passam por Curitiba. Outro objetivo do PIT é estabelecer um eixo indutor de crescimento para a implantação de novas atividades sócio-econômicas.

As obras do PIT estão sendo realizadas em Almirante Tamandaré, Araucária, Campo Largo, Colombo, Contenda, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Pinhais, São José dos Pinhais, Quatro Barras, Campina Grande do Sul e Tijucas do Sul.

Todas estas obras de infraestrutura viária vão garantir melhoria da qualidade, rapidez e segurança do transporte coletivo, possibilitando o deslocamento interregional e evitando o congestionamento das vias centrais.