Aliocha Maurício / GPP

No centro da capital, pessoas não dispensaram um guarda-chuva.

As fortes chuvas de ontem não tiveram maiores reflexos em Curitiba, além da costumeira lentidão e congestionamento no trânsito. Segundo informações do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), das 0h às 18h, foram registrados 26 acidentes na cidade, número considerado normal. De acordo com o BPTran, os congestionamentos não são frutos de mais carros circulando devido ao clima ruim, sendo causados pela maior atenção dos motoristas.

Segundo a Defesa Civil, nem mesmo pontos de alagamento foram registrados até a tarde de ontem. A única ocorrência relacionada às chuvas atendida pelo Corpo de Bombeiros em Curitiba foi o desmoronamento de um barranco no bairro Tatuquara, que derrubou uma cerca improvisada. Não houve vítimas. No restante do Estado, apenas uma ocorrência em Cascavel, onde o vento destelhou duas casas. A Defesa Civil iria ficar de prontidão durante a madrugada, já que a previsão era de mais chuva durante a noite.

Das 8h às 17h20, a Copel registrou 75,6 mil desligamentos na Regional de Curitiba, sendo 16,6 mil na capital, 43,5 mil em São José dos Pinhais e o restante no litoral paranaense. Os bairros mais atingidos pela falta de energia foram Alto da XV, Boa Vista, Cristo Rei, Hugo Lange, Mercês, Pilarzinho, Santa Cândida e Vista Alegre.

Estradas

Nas estradas do Estado, a situação foi mais preocupante devido ao tempo ruim. No Contorno Sul e na Rodovia do Café, BR-277, próximo à entrada de Curitiba, a reportagem de O Estado constatou trechos de pista inundados.

No ksm 31 da BR-277, próximo à entrada de Morretes, um acidente no final da tarde interditou os dois sentidos da rodovia, formando uma fila de aproximadamente 2 quilômetros. Segundo a concessionária Ecovia, o acidente teria sido causado devido às chuvas. Ninguém ficou ferido. Por volta das 19h, o fluxo foi normalizado.

Previsão

Segundo o Simepar, a chuva que só estava prevista para cair no Estado hoje foi causada por uma instabilidade passageira. A precipitação em Curitiba chegou a 55 mm e a maior registrada no Estado foi 155 mm no município de Cândido de Abreu. Contudo, a nebulosidade fez com que a temperatura fosse mais amena. ?Deve chover durante toda a quarta-feira e a partir de quinta-feira a temperatura deve voltar a cair?, informa a meteorologista do Simepar Sheila Paz. Com isso devem ser registradas geadas em Palmas a partir de amanhã.