Um homem morreu afogado, provavelmente vítima da tempestade que atingiu Curitiba, na noite de sábado. Luiz Augusto Barino, 62 anos, foi encontrado dentro do Ribeirão dos Padilhas, no Sítio Cercado, após ser levado pela enxurrada. Moradores conseguiram retirar o homem da água, mas ele já estava morto.

Luiz estaria voltando de um bar, na Rua Ourizona, quando, segundo guardas municipais, caiu no riacho. Em função do temporal, ele foi arrastado pela forte correnteza até enroscar em árvores.

Moradores tiraram o homem da água e o deixaram na beira do rio, na Rua Coronel Joaquim Antônio de Azevedo. Porém, quando os bombeiros chegaram, nada puderam fazer para salvá-lo. O corpo apresentava algumas escoriações, que teriam sido provocadas quando o corpo foi arrastado pela água.

Carro

No Boqueirão, um Corsa que trafegava pela Rua 25 de Agosto foi levado pela enxurrada e arrastado por uma quadra até a Rua Raggi Izar. A condutora conseguiu sair do veículo e não ficou ferida. O carro foi retirado pelos bombeiros.

Em Rio Branco do Sul, um barco virou na represa da Usina Hidrelétrica Santa Cruz, no sábado. Segundo os bombeiros, havia quatro pescadores na embarcação. Três se salvaram, nadando até a margem, mas um homem, de 38 anos, morreu. O corpo foi resgatado ontem pela manhã, por volta das 10h30, e levado ao Instituto Médico-Legal, onde aguardava identificação.

Água tira pessoas de suas casas

Mara Andrich

Vários pontos de alagamentos foram registrados em Curitiba e região metropolitana em função das fortes chuvas. O maior número de alagamentos (cerca de 40) foi registrado no sábado, no Capão Raso, Xaxim, Pinheirinho, Sítio Cercado, Umbará, Novo Mundo, CIC e Alto Boqueirão.

Segundo os bombeiros, algumas pessoas tiveram que sair de casa por algumas horas na CIC e no Capão Raso. Não houve desalojados. No Xaxim, alguns moradores protestaram ontem à tarde por conta dos alagamentos.

Segundo os bombeiros, ontem, a água subiu cerca de meio metro em duas residências na região da Terra Santa, Tatuquara. Fazenda Rio Grande, Campina Grande do Sul, Quatro Barras e Rio Branco do Sul, também sofreram com pontos de alagamento.

Calor

As altas temperaturas seguidas de chuvas fortes devem continuar, segundo previsão do Simepar. Hoje, os termômetros devem marcar 28ºC na capital. No litoral, as temperaturas chegam a 31ºC.

As cidades do centro e do oeste do Paraná, como Maringá e Foz, por exemplo, também ficarão muito quentes durante a semana: a previsão do Simepar é que os termômetros marquem até 35ºC em Foz e 33ºC. em Maringá, na quarta-feira.