A Unidade de Valorização de Recicláveis (UVR), que fica em Campo Magro, recebeu nesta semana mais de mil cavaletes utilizados durante a campanha eleitoral deste ano. Também foram encaminhados à unidade banners e faixas de propaganda. O material foi apreendido pelo descumprimento da legislação eleitoral quanto à publicidade e encaminhado à UVR pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“Como trata-se de um plástico de difícil valor comercial, estamos reutilizando-o para encapar os fardos de materiais recicláveis já triados. Dessa forma, evitamos o uso do papelão no enfardamento. Além disso, o plástico, por ser mais firme, evita que fardos de pet, por exemplo, se desmanchem facilmente”, explicou o coordenador da UVR, João Vitor Rosset Ciesielski.

No total, uma tonelada e meia de material – plástico e madeira – chegou à Unidade com esta doação. “A atitude do TRE garante que o material não gere danos ao meio ambiente, uma vez que o plástico não é degradável. Além disso, medidas como essa, além de positivas para o meio ambiente, são também transformadas em ação social para o município”, ressaltou o superintendente do Pró-Cidadania, Gerson Guelmann. Neste caso, muito embora o material não vá ser vendido, sua utilização evitará o gasto com a aquisição do papelão, normalmente utilizado.

O Pró-Cidadania, por meio do convênio com a Secretária Municipal do Meio Ambiente e a Prefeitura Municipal de Curitiba, é o administrador da Unidade de Valorização de Recicláveis (UVR). A usina é a responsável pela reciclagem de parte do material da coleta seletiva da cidade. A renda com a venda dos materiais recicláveis é direcionada aos projetos do Pró-Cidadania, que atendem anualmente 600 mil pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social em Curitiba.