enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Casa em Santa Felicidade é um exemplo da arquitetura dos imigrantes

  • Por Joyce Carvalho, Meia Fina

O cruzamento das ruas Toaldo Túlio e Antônio Escorsin é um dos mais movimentados do São Braz. E nem sempre, na correria, é possível perceber a importância de uma antiga casa que fica exatamente na esquina. O imóvel pertenceu a Antônio Escorsin, que ajudou no desenvolvimento do bairro. A casa atualmente está fechada, mas é um exemplo da arquitetura dos imigrantes na região de Santa Felicidade.

O imóvel estava em péssima condição até 2009, quando foi restaurado pela DrogaRaia, rede de farmácias que instalou uma unidade no mesmo terreno. A contrapartida para montar a loja foi a recuperação da residência. “Aqui só tinha mato e a casa estava em condições precárias. Após a reforma, a casa ficou aberta à visitação por um mês. Sempre tem gente que nos procura para saber mais sobre a casa, principalmente quem vai passear por Santa Felicidade”, conta Odair Biolo Junior, gerente da farmácia.

Apesar da importância histórica, vândalos já picharam o imóvel. A parte da frente da casa foi pintada na semana passada por causa das pichações. Também foi necessário reforçar a proteção para que pessoas mal intencionadas não entrassem na casa.

A região do São Braz começou a ser ocupada no final do século XIX por camponeses e imigrantes, entre eles italianos, poloneses e ucranianos, de acordo com informações da exposição montada na casa de Antônio Escorsin na época de visitação, após a reforma de 2009. Havia uma forte solidariedade e mobilização entre as famílias no local e, com base nisto, conseguiram atender as demandas de saúde, educação e transporte.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas